sábado, 25 de julho de 2009

PUMA ou SUÇUARANA - DOGO ARGENTINO



" Junto com o Javalis e catetos, a puma é um dos animais que mais problemas causam à pecuária e agricultara na Argentina ainda hoje ! O Dogo Argentino dentro do expectro de atributos de caça para o qual foi desenvolvido, tem no combate ao puma um dos seus principais adversários. Para isso a raça foi desenvolvida e ainda hoje é utilizada amplamente nessa função. O que coloca a Raça no restrito rool de cães que mantem vivo a razão pela qual foi criada. "



Onça-parda, Puma ou Suçuarana


Nome científico: Felis Concolor

Onde vive: Ocorre nas Américas, desde o Canadá até quase o extremo da América do Sul

Quanto pesa: até 100 kg

Filhotes: de 2 a 3 filhotes por gestação


É um animal ágil, arisco e com uma grande habilidade para saltar. Este felino habita altitudes de até 4.600 metros. Pode ser encontrado em todo o continente americano, desde o Canadá até a Patagônia. É um predador solitário. Os contatos e as possíveis lutas entre pumas são muito raros.



É um felino de 75 centímetros de altura, até 2,20 metros de comprimento o macho e as fêmeas 2 metros de comprimento, chegando até 80 Kg de peso . Tem a cabeça arredondada e pequena, o corpo esbelto, pescoço grosso, olhos grandes e vasta bigodeira. As patas da frente possuem cinco dedos; as de trás, só quatro.


Possui duas camadas de pêlo, uma mais grossa e longa em cima de uma mais fina. Seu pêlo pode variar do avermelhado, para aqueles que vivem em regiões tropicais; ao cinza, para aqueles que vivem em regiões temperadas. Entretanto, a cor do pêlo não impede que pumas de diferentes tonalidades cruzem entre si.



Carú com 9 meses nos seus primeiros contatos com uma puma


O puma possui fortes pernas, sendo que a sua perna dianteira é mais curta que a sua traseira. Sem dúvida, uma das habilidades que mais chama a atenção neste felino, é sua incrível capacidade em dar saltos e pular.Partindo do chão, o puma consegue, impulsionado pelas suas poderosas pernas, alcançar até 5,5 metros na vertical além de lhe garantir força suficiente para perseguir a presa, em terreno irregular e até mesmo em meio à neve.É carnívora. Ataca e trucida indiscriminadamente ovelhas, cabras, emas e lebres da Patagônia.



Mancha del Chubut ( tupi ) em combate com uma puma.


Embora não ataque o homem, causa grandes prejuízos aos fazendeiros, degolando seu gado. É facilmente localizável principalmente à noite, nos galinheiros e currais das fazendas. Caça veados, capivaras, porcos-do-mato e outros mamíferos. É muito ágil, hábil e consegue matar também aves e macacos nas árvores. Já que possui um olfato pobre, para caçar, utiliza as suas excelentes visão e audição. Após ter detectado uma presa, aproxima-se silenciosamente, espreitando-a. No momento certo, ele dá um salto fatal, muitas vezes de cima de uma rocha ou de uma árvore. Imediatamente após ter capturado a sua presa, o puma trata de escondê-la em baixo de folhas, a fim de assegurar a sua refeição por mais alguns dias, deixando-a, desse modo, longe de outros animais famintos.


No território brasileiro, a onça-parda também é conhecida por suçuarana. Os filhotes nascem pintados. Estas manchas ficam até seis meses. Os filhotes mamam por doze semanas ou mais, mas já começam a comer carne com um mês e meio.


Na Argentina de 1949 à 1960 tiveram campanhas oficias de extermínio de pumas nas provincias de La Pampa, Río Negro, Chubut, Santa Cruz, Tierra del Fuego, San Luis, La Rioja, Córdoba y Catamarca tamanho foi o grau de prejuizo causado nas criações locais. Hoje embora seja distinto a situação pelas leis de proteção ambientais as pumas ainda constituem problemas em algumas provincias e são combatidas indo contra as leis vigentes.


Na provincia de Rio Negro pagava-se 50 australes ( por volta da década de 70 ) por couro recebido de pumas pagos por fazendeiros aos “ leoneros “ ou caçadores de puma, que usam cães para isso. Entre 1978 / 83 pagaram-se mais de 300 recompensas advindas das áreas de expanção dos pastos para gado.


Há algumas difenças dos Dogos caçadores de Javalis para os leoneros.

No geral os Leoneros são Dogos treinados e da região local que conhecem perfeitamente os mecanismos de embuste das pumas. É quase impossível uma caçada exitosa sem esse tipo de cães. Cabe salientar que os leoneros também podem ser mestiços mas submetidos ao mesmo rigoroso treino.
O exorbitante preço que tem esses animais ( tantos os Dogos Leoneros como os Mestiços leoneros ) deixariam assombrados qualquer expositor de cães de beleza ganhadores de Best in Show. Para os que não conhecem o seu valor é grande os preços que envolvem esses animais e ainda mais os montantes rechaçados pelos seus donos quando se tentam comprar um animal desses.




O nosso Amigo Lito Fernandez a direita agachado junto ao famoso Negro Tapia

A explicação é facil: Salvo casos exepcionais, seus donos dedicam-se exclusivamente a caça de pumas e que são suportados pelas entidades de Comissão de luta contra pragas ( CONLEP )


e os criadores de gados afetados pelos danos causados por esse felino. A algum tempo atrás essas comissões pagavam até 4.000 pesos por cada couro e muitos fazendeiros ainda dão bonificação extra o que chega a triplicar o valor ¡ Quem se habilita a vender tais animais responsável por tal ganho de soldo ?


No geral os caçadores Leoneros não gostam de ter outros animais junto da sua matilha para que não aprendam com os mais velhos a “ arte “ e tampouco irão dar palestras de cómo ensinar a ter cães com tais caracteristicas. Eles defendem o seu negócio com unhas e dentes. E digamos que um cão renda 50 “ leones “ ao ano ( que é uma cifra baixa ) perfazendo um total de 200.000 pesos ao ano somente das comissões sem contar os bônus dos fazendeiros ainda mais altos, isso faz a dificuldade em comprá-los.


Rancho Viejo

Alinhado a esses valores os preços são proibitivos para o desportista ainda que não para o Leonero, que põem toda a sua esperança nos seus cães. Nos consta que alguns fazendeiros colocaram preços tão altos na tentativas de comprar alguns, no passado, que nem um preço de um automóvel o alcançava! O problema está em convencer o seu proprietário que o venda. Esse é o caminho mais dificil ….




O mais fácil eram enviar animais a esses treinadores com o acordo de depois recebe-los devidamente treinado nessa arte e carregado dessa tão rara“ gimnasia funcional “ uma vez que na argentina a caçada é regulamentada. Podemos garantir que vale muito a pena...


Não pretendemos com isso fazer qualquer apologia a caça de puma, animal esse em extinção, e sim relatar como sempre foi a relação da raça Dogo Argentino com um dos grandes depredadores Patagônicos  e que fazem parte do contexto histórica do surgimento da raça.



A reprodução integral ou parcial de textos originais deste blog depende de autorização prévia Lei 9.610, de 19/02/1998. Todos os Direitos Reservados

4 comentários:

Anônimo disse...

adorei saber mais sobre dogo.

Anônimo disse...

parabéns pelo site amei

Anônimo disse...

Eu queria saber como que os dogos conseguem ganhar da puma, e se eles tem algum treinamento antes do combate com a puma ?

Anônimo disse...

simples...colocam ele pra treinar com pumas pequenos e sem garras..depois na selva caçam com vairos cães......ai até 100 pinchers vencem um urso...quero ver um Dogo argentino encontrar sozinho sem sua matilha e seu dono com arma na mão um puma adulto de 80kg selvagem....

CORTE DE ORELHAS - SUA IMPORTÂNCIA NA RAÇA DOGO

Que o bem possa sempre vencer o mal. Que possa nos dar a proteção e força  que tanto buscamos para enfrentar os desafios pelos quais...